SHARE

Alguns de nós, entusiastas Linux (ou GNU/Linux, se você prefere) sempre quisemos colocar nosso sistema operacional favorito em nossos smartphones e tê-los na palma da nossa mão. Assim como em nossos computadores, queremos ter robustez, capacidade de customização e a habilidade de fazermos o que quisermos em nossos telefones também.

Apesar de não haver como negar o fato de que temos diversos smartphones com linux embarcado, eles não foram exatamente bem recebidos pelos usuários em geral. Muitas pessoas por aí podem usar o argumento de que o Android (hoje e já a algum tempo, do Google) é baseado no kernel do linux, mas bem, vocês entendem o que eu quero dizer.

Então, nesse artigo, vamos dar uma olhada naqueles aparelhos que são realmente smartphones com linux e que podem não sobreviver por muito tempo no mercado. Alguns deles sequer foram divulgados aqui no Brasil, mas mesmo assim, já não é tão incomum a palavra importação em nosso vocabulário, não é mesmo?

BQ Auaris E5

Lançado em junho de 2015, o BQ Aquaris E5 foi o segundo smartphone com linux que a BQ lançou com o Ubuntu Touch. Com uma tela de 5 polegadas HD, processador quad core de 1.3GHz, o aparelho conta com chipset MediaTek. O aparelho conta com 1GB de RAM e 16GB de armazenamento. Para um aparelho rodando linux em 2015, não era nada muito impressionante. A interface do usuário parecia leve e foi apreciada por muitas pessoas. Apesar disso, o aparelho só foi disponibilizado oficialmente em alguns países da Europa onde o Ubuntu era famoso.

Firefox OS Phone

Com a visão de competir com o Android e produzir aparelhos mais baratos, a fundação Mozilla lançou o seu Firefox OS baseado em linux no início de 2013. Muitos fabricantes adotaram o sistema e este teve um início bastante promissor. Os smartphones com Firefox OS competiam com aparelhos android low-end e tinham os apps e serviços mais básicos. Entretanto, a ideia não pode criar um nicho no mercado e as vendas começaram a cair. Isto levou a Mozilla a descontinuar o projeto em meados de 2016.

Samsung Tizen

O Tizen simboliza a tentativa da Samsung de criar um sistema operacional baseado em linux para smartphones. Haviam rumores de que a Samsung iria oficialmente substituir os sistemas android em seus aparelhos pelo Tizen, mas isso nunca aconteceu. Em vez disso, a Samsung lançou a série de aparelhos Tizen, o que novamente, foram aparelhos de entrada que não venderam muito. O projeto Tizen não morreu, mas considerando a atual fatia de mercado do Android, é bastante improvável que o sistema Tizen chegue a fazer sucesso algum dia.

Conclusão

Apesar de não não haverem muitas esperanças de vermos sistemas linux nos smartphones, existem muitas coisas boas que devemos observar. O smartphone Librem 5 tem feito muito barulho no mercado, e é esperado que chegue ao mercado mundial ainda neste ano. Uma grande razão para que um smartphone com sistema puramente linux não tenha feito sucesso até então, talvez seja pelo fato de não ter tido um lançamento a nível mundial. Na maioria das vezes, como exposto neste artigo, eles foram vendidos em regiões isoladas e com configurações de hardware bastante simples. Isto com certeza não colaborou com o crescimento da ideia e a evolução do sistema operacional oficialmente no caminho dos portáteis.

Matéria traduzida, adaptada e incrementada daqui.

 

 

Deixe seu comentário